Mudança como profissional

Como não estou muito afim de falar sobre sentimentos, então vou colocar postagens sobre a gestão de pessoas que uma área, da qual tenho pouco conhecimento. Sou formada em Gestão de Recursos Humanos e ministro aulas voltada para essa área.  E para começar com essa temática. Hoje vou falar de uma Estratégia para vencer, na área profissional a chamada Estratégia do Olho do Tigre. 
"Há sete características comuns a todo profissional de sucesso. Esse conjunto constitui o olho do tigre."


1.    Ter consciência de suas fortalezas e fraquezas, ou seja, desenvolver autoconhecimento. A percepção que temos de nós pode ser distorcida, é na maioria das vezes é. Fazemos uma autoanálise honesta de nossas competências é fundamental de inicio.  
2.    Buscar a eficiência naquilo que realizamos. Não são as quantidades de horas que dedicamos a algo que nós dar bons resultados e sim a qualidade que é dada. 

3.    Ser um profissional criativo. A diferença entre um profissional criativo e um não criativo. O criativo buscar focar suas energias para achar soluções e outro fica paralisado diante de um problema. 


4.    Ter foco ao definir os objetivos e não confundi-los com sonhos, pois objetivos devem ser coerentes com suas habilidades e limitações. Ao contrário dos sonhos, objetivos são tangíveis, pertencem à realidade e têm características muitas claras: são específicos, são mensuráveis, são planejados, são flexíveis e têm razão para serem atingidos. 

5.    Ter a capacidade de identificar oportunidades menores e não deixar as grandes chances passarem por medo de fracassar.


6.    Desenvolver e manter uma rede de contatos. Se você quiser ficar bem no mundo corporativo, precisará estar rodeado de aliados. Conhecer pessoas-chave é meta final, o alvo do networking.



7.    Saber se posicionar. A maneira como você se apresenta e se posiciona vai comunicar se você é um vencedor ou um perdedor. Assim  como um produto, um profissional precisa ter um posicionamento claro e alinhado com suas fortalezas. Quem tenta ter tudo demonstra um posicionamento confuso. 

Fonte: Artigo da Revista Você S/A, Renato Grinberg. Edição 160. Outubro 2011.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Nosso aniversário

Palestra de Braúlio Bessa - Gratidão