sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Machismo impregnado na sociedade brasileira.

A sociedade deu seus avanços isso eu não posso negar, mas mesmo assim nos deparamos com pequenos machismos diários, em certos ambientes, normalmente no trabalho... A mulher é multifuncional isso todos já sabem. Mas mesmo assim, tem aqueles que insistem em ter o pensamento, existe mulher pra casar e mulher para só pegar.
Mulher pode sim falar de putaria, ver material pornô, ou sexual, pode falar da noite passada com o carinha que não mandou bem ou que mandou muito bem, pode se negar a ficar com alguém, por que não está afim, pode, ir pro bar e beber, fumar, fazer novas amizades, pagar a conta e depois ir pra casa sozinha, simplesmente dormi, agora se ela quiser ir ao bar beber, fumar, fizer novas amizades, pagar a conta e for para casa de alguém e transar com ele(a) e depois ir para casa dela, ela também pode.
Só que tem diferença, só comentamos o que fazemos e o que deixamos de fazer, com um grupo seleto de amigos(as), aqueles que não vão sair julgado e falando o quando isso é errado por sermos mulheres, não vamos comentar isso no nosso ambiente de trabalho, pois tem um coisa chamada ética profissional.

A mulher dessa sociedade moderna ainda tem que ter certos cuidados para não passar a impressão errada. Isso é foda!!! Não estou nem ai si vou passar a impressão errada ou com que os outros vão pensar ou deixar de pensar. Sou adulta, pago minhas contas, cuida minha vida e da minha saúde, não devo satisfação a ninguém, é sério não devo mesmo. Sou vitima de machismo e preconceito quase todos os dias. Fico com medo de falar com as pessoas, seja homem ou mulher, porque meu amigo o que tem de mulher machista não é brincadeira, pois posso ter a ilusão de está conversando com um pseudo-sábio  e na verdade é tolo cheio de preconceitos. 


quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Hidra da sociedade moderna

Estava hoje lendo uma matéria, sobre a prisão de traficante em Fortaleza, na noite de ontem. Na reportagem falava um pouco da personalidade do Moço, o quando era impiedoso com os seus compassas, caso algum deles tentassem sair da quadrilha, da qual ele estava afrente, ele os matavam, para assim dizer, servir de exemplo para outro tolo que tentasse o mesmo. E quantas pessoas ele já havia matado, por esses serem de quadrilhas rivais, de territórios não dominados por ele. 
Na entrevista você percebe como o moço relatou com tranquilidade os crimes e as crueldades feitas. Armas, munições e drogas foram aprendidas. Drogas essas que eram seu sustento e da sua família, pois foi através do dinheiro do crime que ele, sustenta a casa e a criação dos filhos. Pois moço também era pai.

Ao ler tudo isso me venho o pensamento, de uma Hidra. A hidra tinha corpo de dragão e sete cabeças, quando você corta uma dessas cabeças nasce duas no lugar. Tudo bem prenderam esse traficante, parabéns, só que terão outros iguais a ele, ou piores que ele. Só esperando a oportunidade de fazer as mesmas coisas. Ter um próprio negócio, porque hoje traficar é algo comercial, todos fazem, e matar outros e seguir com esses negócios em paz, é normal a LEI não pude de verdade ninguém e a SOCIEDADE não dá EDUCAÇÃO para que isso seja evitado.