quinta-feira, 14 de maio de 2015

Precisamos nos perder as vezes na escuridão para nos encontrar de novo na luz

As fases do divorcio
1-      Incrédula, a ponto de pensar sou maravilhosa ele não vai me trair. Jogar pro alto uma história de amor por conta de aventura. Viver uma paixão com uma estranha. (Por mais excitante e exótica que isso pareça).
2-       Puta que pariu, Merda, Filho da puta !!!! E agora meu pesadelo virou realidade, ele me traiu, autoestima baixa, não consigo dormir direito, tenho pesadelos, acordo na madrugada assunta, viro um Sherlock Homes, liga pro amigos, e chora, pede colo, reza e pensa que à solução seja se humilhar. Faz uma proposta de desesperada, -“Fique com ela é comigo, não tem problema, mas não me deixe”.
3-      Sofrer muito, mais tipo se agarrar a Deus, e sentimento de família e história vivida e usa isso como arma. Fiquei tipo submissa, “Amélia que era mulher de verdade”. Uffa passou, ele escolheu ficar comigo, a mulher certa. Será?! Vou continuar fazendo ele feliz. Será?! Porque se ele estivesse feliz ele não teria se apaixonado por outra pessoa.
4-      Tenta seguir a diante os dois juntos, perdoa e tudo mais, mas fica um magoa, um clima chato, Não há confiança, não tem segurança de nada e o pior fica remoendo a erro do outro. Na verdade eu superei nada de verdade, (pois faltou tempo e espaço, lei da física) mas acredita q é possível seguir em frente.
5-      Depois ver que não é mais do mesmo jeito entra no momento de fúria, faz briga, escândalos, perder se o respeito e tem aqueles momentos de revolta.
6-      Mas uma vez cada um decide seguir seu caminho, só fica conversando normalmente, fala-se de sentimentos, tem recaídas , ilegais, porque o acordo era cada um seguir seu caminho.
7-      Se dá mais uma chance em vão. Pois as pessoas ainda são as mesmas do inicio dessa história.
8-      Depois mais um momento de sofrimento, resolve colocar um ponto final, se isola, evita falar com a pessoa totalmente. Nada de falar de sentimentos, ter conversas, só em último caso, praticamente profissional. Comecei a me enxergar novamente como individuo, como mulher, como mãe, como amiga, na minha profissão, meus sonhos, o que sou, aonde cheguei, e a onde vou chegar. Namorei outras pessoas, viajei por viajar, frequentei festas e mais festas, sem a necessidade de divulgar isso na internet, li livros, assisti filmes, passei a dá mais atenção às cosias que gosto e fiz novas amizades e tive novas experiências. Busquei realizações profissionais e pessoais. Percebi que era possível fazer novas conquistas sozinha, passei a ama a solidão e aproveitar esses momentos de solidão.  Amigos maravilhosos, me afastei da família e fiz as pazes de novo. Aprendi a me defender de fofocas.
9-      Começa adquirir sabedoria com o tempo, evitar erros, perceber que exagerou muitas vezes e se perdeu várias vezes. Disse palavras desnecessárias, fui egoísta sem necessidade. Poderia ter feito mais é melhor.
10-   Passei a não levar a vida tão a sério, passar a ter amizade com ex, só que sem recaídas, conversar sobre quase tudo, combina coisas juntas, pedi ajudar, amizade mais saudável sem interesse de saber o que ele faz ou deixar de fazer da vida. Só que ainda existe sentimento. Sentimento de querer ver o outro que tanto amou bem é feliz. Ter um coração puro, sem ranco, ou raiva ou ódio. Alimentar o coração é a mente de bons sentimentos, gratidão, esperança, paz, amizade, serenidade e fé. E se tonar um praticante de gentileza e empatia. Você tem consciência de que ele fez escolhas erradas como você também fez. E do mesmo jeito que você se achou, ele também vai se achar e se enxergar e irá fazer novos planos. E se seguir o caminho dele.
11-   Agora vivo uma nova fase um dia de cada vez, sem cobrança e sem ligar para o passado. Viva cada dia sem pensar demais no futuro. Aproveite cada momento. Respeite as escolhas dos outros. Não é responsabilidade dos outros a sua felicidade. Sou unicamente responsável pelo o faço e se estou feliz ou triste a minha escolha. Na maioria das vezes. Entre sua vida a Deus.
12-   Precisamos nos perder as vezes na escuridão para nos encontrar de novo na luz.